E se as federais/ estaduais fossem privatizadas?
  56
1
Criado por

Nível 8
Nível: 8 (de 100) Próximo nível
96%
7
7
Veterano Já participa da comunidade há 7 anos
02/02/2013 | 00h58
restando somente ensino técnico a encargo do governo. A educação melhoraria ou pioraria? Levando em conta que no setor privado se você não for bom é creu (aqui cabe citar ratos comunistas acomodados com o emprego público e por isso n dão aula direito) e também há menos burocracia (menor sucateamento), tudo tenderia a melhoras. Não acham?
1
  0
  Citar
  Favoritar
  Editar

Meu perfil

 Responder...
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Eldest
* privataria tucana até no fórum é *


tu n viu o papo cabeça entaum...
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 14
Nível: 14 (de 100) Próximo nível
85%
11
11
Veterano Já participa da comunidade há 11 anos
dirac


Não, é um sistema de ensino diferente. E bastante interessante.

http://en.wikipedia.org/wiki/Folk_high_school


Fãs de Paulo Freire é que gostariam disso aí.


ja li sobre

acho o trabalho dessas instituiçoes espetaculares
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Estou com preguiça de ler essas muralhas, mas depois eu comento
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Eldest
* privataria tucana até no fórum é *


herp derp
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 10
Nível: 10 (de 100) Próximo nível
34%
7
7
Veterano Já participa da comunidade há 7 anos
Perdas socializadas e ganhos privados, estamos falando disso.

O correto é privatizar, sempre. Mas não adianta fazer nas coxas e nem de um dia pro outro.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

UnicefaloKid
sim

não é justo todos os brasileiros pagaram pra meia duzia terem ensino superior de graça


O seu imposto financia a formação de um acadêmico que vai estudar doenças tropicais e descobrir curas e vacinas para a dengue, para a doença de Chagas e para outras enfermidades que os laboratórios brasileiros negligenciam enquanto não se tornarem pandêmicas.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 6
Nível: 6 (de 100) Próximo nível
99%
8
8
Veterano Já participa da comunidade há 8 anos
sim

não é justo todos os brasileiros pagaram pra meia duzia terem ensino superior de graça
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

legal, xovê
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Helllll


Interessante que você citou "educação popular"
essa na seria uma espécie de superior público que tem nos EUA? considerado * por lá


Não, é um sistema de ensino diferente. E bastante interessante.

http://en.wikipedia.org/wiki/Folk_high_school


Fãs de Paulo Freire é que gostariam disso aí.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

dirac


Não é "mexer no superior", mas oferecer outras oportunidades para o estudante.

O sistema educacional brasileiro vigente força o aluno a escolher entre três opções: jogador de futebol, pedreiro e bacharel.


Interessante que você citou "educação popular"
essa na seria uma espécie de superior público que tem nos EUA? considerado * por lá
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Helllll


é que mexer no superior não é solução
não por enquanto


Não é "mexer no superior", mas oferecer outras oportunidades para o estudante. Não é todo mundo que quer ou precisa de diploma universitário.

O sistema educacional brasileiro vigente força o aluno a escolher entre três opções: jogador de futebol, pedreiro e bacharel. Nos EUA você não precisa de diploma universitário para abrir uma startup em Silicon Valley.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

dirac


Não mesmo.

Essa questão de universidades X oportunidade de mudar de vida é um assunto delicado. Há várias formas de oferecer essa oportunidade para a população, inclusive aumentando o acesso às universidades públicas por meio de medidas afirmativas. Cada uma dessas formas possui prós e contras, impactando de um jeito diferente no mercado.

O ideal seria colocar no papel todas as modalidades de ensino e dar incentivos para as empresas que escolhessem egressos de algumas modalidades menos procuradas: ensino técnico/profissionalizante, ensino superior, educação popular (folk high school, bastante comum na Alemanha e na Finlândia), ...

No Brasil, fazer algo como o que já tivemos no passado (e que ainda é aplicado na França) seria interessante: um direcionamento profissionalizante OU acadêmico (nosso antigo Científico) ainda no Ensino Médio. Quem quer ir para o mercado de trabalho vai para o primeiro. Os nerdões vão pro segundo e saem do 3º ano brincando de teorema de Taylor, derivando, integrando e o * a quatro.


é que mexer no superior não é solução
não por enquanto
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Helllll
Financiamento não é sinônimo de fácil acesso.


Não mesmo.

Essa questão de universidades versus oportunidade de mudar de vida é um assunto delicado. Há várias formas de oferecer essa oportunidade para a população, inclusive aumentando o acesso às universidades públicas por meio de medidas afirmativas. Cada uma dessas formas possui prós e contras, impactando de um jeito diferente no mercado.

O ideal seria colocar no papel todas as modalidades de ensino e dar incentivos para as empresas que escolhessem egressos de algumas modalidades menos procuradas: ensino técnico/profissionalizante, ensino superior, educação popular (folk high school, bastante comum na Alemanha e na Finlândia), ...

No Brasil, fazer algo como o que já tivemos no passado (e que ainda é aplicado na França) seria interessante: um direcionamento profissionalizante OU acadêmico (nosso antigo Científico) ainda no Ensino Médio. Quem quer ir para o mercado de trabalho vai para o primeiro. Os nerdões vão pro segundo e saem do 3º ano brincando de teorema de Taylor, derivando, integrando e o * a quatro.

Se o arrependimento bater, basta mudar de área depois (quem saiu do Científico vai para o SENAI e quem saiu do profissionalizante vai para o cursinho e presta vestibular para a USP).
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

* privataria tucana até no fórum é *
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Financiamento não é sinônimo de fácil acesso.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Johnny, O Caramujo


vamos criar um cenário:

você é dono de 1 empresa de biscoito de chocolate. No mercado há outra empresa que produz biscoito de chocolate branco.

Você tentaria entrar no mercado da outra sabendo que seu produto terá grandes chances de ser medíocre?


Cada uma ocupa um pedaço do mercado, o acadêmico e o de trabalho


Sua pergunta não faz sentido. É lógico que eu tentaria. É assim que o mercado funciona. Você pesquisa sobre o setor, direciona seu produto e tenta ganhar espaço contra a concorrência - seja em preço, seja em personalização do produto.

Mesma coisa no caso de universidades privadas: elas podem investir em pesquisas e fazer parcerias com indústrias, ganhando muito dinheiro e garantindo mais investimentos na instituição. O problema é que isso dá dinheiro a longuíssimo prazo. Vender diploma e fazer rede de franquias dá dinheiro a curto prazo, pois é só cobrar mensalidade e fingir que possui um Sistema de Egressos bem relacionado e cheio de oportunidades.

Aí o aluno gasta todas as economias no curso, se forma, dá umas braçadas no mercado de trabalho e vê o nabo entrando a longo prazo.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 14
Nível: 14 (de 100) Próximo nível
85%
11
11
Veterano Já participa da comunidade há 11 anos
Johnny, O Caramujo


vamos criar um cenário:

você é dono de 1 empresa de biscoito de chocolate. No mercado há outra empresa que produz biscoito de chocolate branco.

Você tentaria entrar no mercado da outra sabendo que seu produto terá grandes chances de ser medíocre?


Cada uma ocupa um pedaço do mercado, o acadêmico e o de trabalho


mas nem existe mercado academico fi, os caras que entram nessa ganham quase nada a vida inteira
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Seldron Based



Concordo sim...e uma cinquista sim. Mas, hoje ha varias profissoes com grau de instrucao medio/baixo que ganham

mais que alguem que tem graduacao. O problema meus caros...todo mundo quer ser chamado de Doutor.

Profissoes como mecanico de auto, mestre de obras e suas especialidades, marceneiro estao raro de encontrar.
Faca
uma pesquisa....qunato custa a hora de trabalho das profissoes e garanto....firaremos descepcionados.



Você assiste ao canal Futura? Fizeram uma série de reportagens sobre os países que mais cresceram em Educação no mundo e é exatamente isso que está acontecendo na Coréia do Sul: todo mundo quer um diploma em Harvard e isso movimenta MILHÕES de dólares em cursinhos/cursos de Inglês/escolas particulares.

Só que ninguém quer ser mecânico, padeiro, marceneiro. Prevejo a unificação com a Coréia do Norte em breve. O Sul vai precisar de mão de obra barata pra sustentar tanto diploma de Harvard.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Complementando meu post anterior: se essa impressão de diplomas feita pelo MEC tivesse um bom retorno em pesquisas e em inovação tecnológica, talvez recuperasse o prejuízo da tal "inflação". Poderia valer a pena.

Mas não é o que acontece. Nossa defasagem em inovações é generalizada, tanto no setor público quanto no privado. Dá pra contar nos dedos quantas empresas investem em pesquisa privada no Brasil. Quase todas são multinacionais e trabalham com cosméticos. Até a BASF e a IBM, que investem milhões em pesquisa privada no exterior, investem menos por aqui.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 8
Nível: 8 (de 100) Próximo nível
96%
7
7
Veterano Já participa da comunidade há 7 anos
SirFox


pq vc acha que elas focam no mercado de trabalho?


da grana pra *


vamos criar um cenário:

você é dono de 1 empresa de biscoito de chocolate. No mercado há outra empresa que produz biscoito de chocolate branco.

Você tentaria entrar no mercado da outra sabendo que seu produto terá grandes chances de ser medíocre?


Cada uma ocupa um pedaço do mercado, o acadêmico e o de trabalho
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 14
Nível: 14 (de 100) Próximo nível
85%
11
11
Veterano Já participa da comunidade há 11 anos
Johnny, O Caramujo


As particulares hoje focam seus cursos no mercado de trabalho pois as federais já dão um curso voltado ao acadêmico.

Não faz sentido comparar o sistema atual com algum cenário hipotético de privatização.


pq vc acha que elas focam no mercado de trabalho?


da grana pra *
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Helllll


vocês defendem que as vagas devem ser restritas a quem pode pagar porque vocês temem o desemprego? o_o


Na verdade, não. Acho que, se o governo quer melhorar as condições dos trabalhadores brasileiros, deveria facilitar o acesso aos cursos técnicos e profissionalizantes, melhorar a qualidade dessas modalidades e, talvez, dar incentivos para quem contratar técnicos (especialmente os recém-formados, que ninguém quer empregar ou dar estágio porque "só aceita estagiário com recomendação e experiências anteriores" ).

Como já disseram no tópico, as faculdades e "universidades" particulares brasileiras querem ganhar dinheiro imprimindo diploma - e o aluno paga por isso. Se houver federais em cada esquina e elas não tiverem qualidade em graduação/pesquisa/extensão (o que é bem provável que aconteça, pois o Governo, em vez de investir mais recursos no ensino superior, vai dividir o que já investe em mais partes), o Estado vai imprimir diploma "de graça" (= dinheiro público). Exagerando um pouco, essa "inflação" de graduandos pode fazer com que, um dia, um professor de Ensino Fundamental precise de doutorado para se diferenciar no mercado - e receber a mesma merreca que já ganha

Enquanto diploma de bacharelado for desculpa de RH preguiçoso para economizar em processo de seleção de candidatos, o Brasil só vai andar para trás.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 8
Nível: 8 (de 100) Próximo nível
96%
7
7
Veterano Já participa da comunidade há 7 anos
SirFox


o problema é que as particulares brasileiras, em comparaçao às publicas, tem uma participaçao irrelevante no desenvolvimento academico, pois a curto prazo isso nao da grana pra ninguem


"falta de profissionais na area", pra cursos voltados pra academia, sera sempre uma realidade


As particulares hoje focam seus cursos no mercado de trabalho pois as federais já dão um curso voltado ao acadêmico.

Não faz sentido comparar o sistema atual com algum cenário hipotético de privatização.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 8
Nível: 8 (de 100) Próximo nível
96%
7
7
Veterano Já participa da comunidade há 7 anos
Steve Nash


não
isso é o de menos, tbm é uma questão, mas é relevante sobre um aspecto tecnico.
O mais preocupante é ver a baixa relevância das pesquisas nacionais, o sucateamento de varias federais, e ainda sim o governo continuar expandindo o número de vagas na graduação.
Qual universidade brasileira possui importância no meio acadêmico mundial ? Acredito que só a USP e talvez a UNICAMP, mesmo, ainda sim, nada demais, figuram la pelas 100 melhores. Isso é muito pouco, com a quantidade de dinheiro dispendido poderiamos estar muito melhor. O problema é a corrupção e o mal investimento e isso me parece natural ao setor público brasileiro...


Justamente, de nada adianta o governo ter 4000000000000000000000000000 zilhões de reais para investir se estes são mal aplicados.

O plano de privatização ao meu ver deveria ser baseado nesse novo presídio "particular" em MG, o governo daria um bônus para cada bom aluno de certa forma ajudando a financiar pesquisas (úteis) e caso algo desse errado, corta o bônus.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 12
Nível: 12 (de 100) Próximo nível
9%
6
6
Veterano Já participa da comunidade há 6 anos
Johnny, O Caramujo


calma que não é tão fácil assim. Federais a pouquíssimo tempo atrás era antro de playboys. O vestibular é difícil e quem prepara bem são as escolas particulares (generalizando, é claro que existem alguns poucos institutos federais de ensino melhores ou no mesmo nível das escolas particulares).

Como foi citado no tópico, em Harvard a minoria paga integral. Também há planos de financiamento de estudo logo esse discurso que pobre não poderia estudar não cabe mais.


Se bobear teriamos mais pobres ascendendo do que atualmente.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 14
Nível: 14 (de 100) Próximo nível
85%
11
11
Veterano Já participa da comunidade há 11 anos
RisolesCA


acho que não, só ver que as particulares tem praticamente qualquer curso

e se houvesse falta de profissionais na área o interesse aumentaria e por consequência as faculdades veriam como lucrativo oferecer esses cursos


o problema é que as particulares brasileiras, em comparaçao às publicas, tem uma participaçao irrelevante no desenvolvimento academico, pois a curto prazo isso nao da grana pra ninguem


"falta de profissionais na area", pra cursos voltados pra academia, sera sempre uma realidade
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 8
Nível: 8 (de 100) Próximo nível
96%
7
7
Veterano Já participa da comunidade há 7 anos
Helllll


eu acho uma grande conquista pros brasileiros, que foram o que foram
nunca tiveram acesso tão fácil a universidades consideradas boas
entendo e é preocupante essa questão do governo investir mais em construção de federais que investimento nas existentes
mas acho que uma coisa vem de cada vez
já é um avanço que a tendencia seja predominio de mão de obra (considerada) qualificada
não acho que tirar direito de outras pessoas, privatizando faculs publica, resolva alguma coisa visto que algumas dessas federais estão há anos aí e ainda são, também, sucateadas

anyway, mesmo a mais podre das mais podres tem alunos da elite


calma que não é tão fácil assim. Federais a pouquíssimo tempo atrás era antro de playboys. O vestibular é difícil e quem prepara bem são as escolas particulares (generalizando, é claro que existem alguns poucos institutos federais de ensino melhores ou no mesmo nível das escolas particulares).

Como foi citado no tópico, em Harvard a minoria paga integral. Também há planos de financiamento de estudo logo esse discurso que pobre não poderia estudar não cabe mais.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Nível 0
Nível: 0 (de 100) Próximo nível
28%
5
5
Veterano Já participa da comunidade há 5 anos
Helllll


eu acho uma grande conquista pros brasileiros, que foram o que foram
nunca tiveram acesso tão fácil a universidades consideradas boas
entendo e é preocupante essa questão do governo investir mais em construção de federais que investimento nas existentes
mas acho que uma coisa vem de cada vez
já é um avanço que a tendencia seja predominio de mão de obra (considerada) qualificada
não acho que tirar direito de outras pessoas, privatizando faculs publica, resolva alguma coisa visto que algumas dessas federais estão há anos aí e ainda são, também, sucateadas

anyway, mesmo a mais podre das mais podres tem alunos da elite



Concordo sim...e uma cinquista sim. Mas, hoje ha varias profissoes com grau de instrucao medio/baixo que ganham

mais que alguem que tem graduacao. O problema meus caros...todo mundo quer ser chamado de Doutor.

Profissoes como mecanico de auto, mestre de obras e suas especialidades, marceneiro estao raro de encontrar. Faca
uma pesquisa....qunato custa a hora de trabalho das profissoes e garanto....firaremos descepcionados.
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

se privatizar, a fefelechi quebra tudo
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

bem, minha visão é da esquerda....
0
  0
  Citar
  Melhor resposta
  Editar
  Excluir
10000 caracteres restantes

Compartilhe:

Meu perfil

10000 caracteres restantes

Compartilhe: